Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Milhares de pessoas vão às ruas na Áustria contra guinada à direita do governo

VIENA/ZURIQUE (Reuters) - Milhares de manifestantes tomaram as ruas de Viena neste sábado para pedir que o novo governo de direita da Áustria seja boicotado pelo restante da Europa.

Cerca de 20 mil pessoas, de acordo com estimativa da polícia, se reuniram para protestar contra o novo governo de coalizão que inclui o Partido da Liberdade da Áustria (FPO), de extrema-direita e fundado por ex-nazistas.

Entre os manifestantes havia estudantes, grupos de esquerda e aposentados que se descrevem como "Vovôs Contra a Direita", além de outros, com cartazes que traziam mensagens como "Não Deixem os Nazistas Governar."

A polícia austríaca disse que mais de 1 mil homens reforçaram a segurança do evento, descrito como pacífico.

O protesto também pediu um boicote aos ministros do FPO por parte de outros governos europeus, e que a Áustria seja ignorada quando assumir a presidência rotativa da União Europeia no segundo semestre de 2018.

O FPO ingressou no governo no mês passado como parceiro minoritário da coalizão encabeçada pelos conservadores do Partido Popular Austríaco (OVP), do chanceler Sebastian Kurz, depois de uma eleição parlamentar na qual ambos se comprometeram a combater a imigração ilegal e o islamismo radical.

Apesar de o FPO ter dito que deixou para trás o passado nazista de seus fundadores e de se posicionar contra o antissemitismo, seus oponentes ainda acusam o partido de ser racista, sexista e contra judeus.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.