Altos níveis de gás metano detectados na semana passada pelo veículo explorador Curiosity em Marte desapareceram, informou a Nasa em um comunicado.

"O mistério do metano de Marte continua", diz o título de um informe publicado na noite de segunda-feira pelo Laboratório de Jato Propulsão da Nasa em Pasadena, Califórnia.

O que a agência espacial chamou de "nuvens" de metano e o jornal The New York Time definiu como um "arroto", no Twitter teve uma analogia mais simples: o que se detectou no planeta vermelho foi uma flatulência, um pum em linguagem vulgar.

Na semana passada, a Nasa anunciou que o mini-laboratório químico do Curiosity encontrou uma concentração de metano de 21 partes por um bilhão de unidades, três vezes mais que o maior registro já visto em anos, e qualificou a descoberta como um "resultado surpreendente".

Entusiasmados com a descoberta, os encarregados da missão decidiram repetir as medições no fim de semana. Mas desta vez, o resultado voltou ao valor de base, de menos de uma parte por bilhão de unidades.

A questão do metano fascina os cientistas porque sua presença pode ser um indício de vida.

Na Terra, este gás é emitido tanto por seres humanos quanto por micróbios. São estes últimos que os cientistas acreditam que poderiam encontrar em Marte.

No entanto, o metano também poderia se originar da interação entre a água e as rochas, e o Curiosity não tem instrumentos que possam diferenciar uma fonte geológica ou biológica do gás encontrado.

A descoberta do Curiosity, ainda que intrigante para os cientistas, aporta uma peça a mais para a compreensão, ainda em estado primitivo, do vizinho da Terra no Sistema Solar.

O "rover" Curiosity, que se desloca sobre Marte desde 2012, já detectou metano várias vezes, mas nunca o tinha feito em quantidades como a da semana passada. A sonda espacial europeia Mars Express, na órbita marciana desde 2003, foi a primeira a fazê-lo. Outra sonda europeia, chamada Trace Gas Orbiter, lançado em 2016 com instrumentos mais sofisticados, ainda não detectou indícios da presença do gás.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.