A rede social de compartilhamento de imagens Instagram não supervisiona as conversas privadas de seus usuários para enviá-los anúncios direcionados, afirmou seu diretor, Adam Mosseri, em uma entrevista à CBS divulgada nesta terça-feira.

"Não olhamos suas mensagens, não escutamos em seu microfone, isso seria extremamente problemático por muitas razões diferentes", disse. "Mas sou consciente de que vocês terão dificuldade para acreditar em mim".

O diretor do Instagram, propriedade do Facebook, foi consultado sobre relatos de anúncios publicitários de produtos mencionados em conversas privadas que apareceram depois no feed dos usuários em questão.

"Há duas formas para que isso possa ter acontecido", disse Mosseri.

"Uma é simplesmente o acaso. A outra é que você pode ter mencionado um tema que lhe veio à cabeça porque esteve interagindo com esse tipo de conteúdo recentemente", explicou.

"Vamos supor que você está interessado na comida e nos restaurantes, viu um restaurante no Facebook ou no Instagram que gostou, ficou na sua cabeça, talvez em um nível subconsciente", afirmou Mosseri.

A questão da confidencialidade dos dados dos usuários das redes sociais é um tema particularmente sensível para a empresa matriz do Instagram, Facebook, desde o escândalo global em 2018 das informações dos usuários às que a empresa Cambridge Analytica teve acesso.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.